terça-feira, 2 de novembro de 2010 by Pamella Medeiros
Sabe o que eu quero de verdade?!
Jamais perder a sensibilidade, mesmo que às vezes ela arranhe um pouco a alma.
Porque sem ela não poderia sentir a mim mesma...


Clarice Lispector
Posted in | 3 Comments »

3 comentários:

JB disse...

Quando somos, vivemos, vestimos e escrevemos sensibilidade... ganhamos asas para lá do horizonte,é simplesmente uma "sensação" magnífica.
E ainda bem que posso aqui "servir-me" dessa sensação!

Beijinho

Flor disse...

Obrigada pelo carinho lá no blog! É sempre bom ler palavras de esperança (:
Beijo enorme :*

Ellen Azevedo disse...

Também não quero perder nunca a sensibilidade que carrego em mim.

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.